terça-feira, 5 de setembro de 2017

Consciência fonológica, consciência fonêmica e fonética: o que você precisa saber


A fonética, a consciência fonológica e a consciência fonêmica fazem parte da leitura precoce. Mas as pessoas muitas vezes costuma confundi-las. Embora esses termos estejam relacionados, eles não são a mesma coisa. Aqui está um olhar mais atento sobre o que são e como eles trabalham juntos para preparar as crianças para ler.

Consciência fonológica

A consciência fonológica engloba muitas habilidades (E uma delas é consciência fonêmica!). Não se baseia na linguagem escrita - as crianças desenvolvem a consciência fonológica ouvindo. Quando as crianças têm este conjunto de habilidades, elas são capazes de ouvir e "manipular" os sons da linguagem oral. É a base para aprender a ler.

A consciência fonológica inicial ocorre no nível de palavras e sílabas. Você sabe que uma criança está apta a isso se ela consegue bater palmas para cada palavra em uma frase ou pular para cada sílaba do seu nome (Fa – bi – a- na). E também se ela consegue reconhecer e apresentar palavras que rimam ou que tenham o mesmo som inicial.

Você pode aprimorar as habilidades iniciais de uma criança lendo certos tipos de livros infantis para ela. Os livros que ajudam a enfatizar a rima, a aliteração (usando consoantes semelhantes), frases repetidas e padrões previsíveis.

Uma vez que as crianças têm uma forte consciência de como a linguagem oral funciona ao nível das palavras e sílabas, elas podem começar a se concentrar nas unidades menores de som. Isso é conhecido como consciência fonêmica.

Consciência fonêmica

A consciência fonêmica geralmente é a última das habilidades de consciência fonológica a se desenvolver. Quando as crianças têm essa habilidade, podem ouvir e "manipular" as menores unidades de sons (fonemas) em palavras e sílabas.

As duas habilidades de consciência fonêmica mais importantes são a segmentação e a síntese. Segmentar é dividir uma palavra em seus sons individuais. Síntese é dizer uma palavra depois de cada um de seus sons serem ouvidos.

Se uma criança consegue segmentar, ela pode dizer p-e-i-x-e depois de ouvir a palavra peixe. Se ela consegue fazer síntese, ela pode consegue dizer a palavra peixe depois de ouvir os sons individuais p-e-i-x-e.

As crianças precisam dessas habilidades para aprender a conexão entre sons de palavras e letras ou palavras escritas. Muitas crianças que estão em risco para problemas de leitura ou que têm uma deficiência de leitura têm dificuldades com consciência fonêmica. Um bom programa terapêutico fonético pode ajudar.

Fonética

O ensino da fonética auxilia as crianças a conectarem letras com sons, quebrar palavras em sons e sintetizar sons em palavras. As crianças usam esse conhecimento para se tornarem leitores e escritores. As escolas geralmente ensinam essas habilidades desde o jardim de infância até o segundo ano do ensino fundamental.

Os programas fonéticos mais eficazes são muito estruturados. Eles seguem uma ordem de instrução clara e passo a passo. Eles também usam vários sentidos para ajudar as crianças a aprender. Por exemplo, as crianças podem usar seus dedos para escrever uma letra na caixa de areia enquanto fazem o som associado a essa letra. (Esta abordagem estruturada multisensorial é usada em programas baseados em Orton-Gillingham, considerado o padrão ouro para ajudar as crianças com problemas de leitura.)

As boas aulas de fonética começam com uma revisão de sons previamente ensinados. Em seguida, um novo som é introduzido. Os alunos são informados, por exemplo, de que a letra “b” representa o som /b/ como a bola.

Atividades de soletração usando esse novo som, vem em seguida. Ser capaz de decodificar texto com os sons previamente aprendidos - mais o novo som – são atividades desenvolvidas em seguida.

A consciência fonológica, a consciência fonêmica e a fonética são construídas umas nas outras. Há maneiras de ajudar uma criança a desenvolver essas habilidades antes mesmo de chegar à escola primária.

Pais: se o seu filho tiver problemas com essas habilidades de leitura precoce, você deve considerar uma avaliação fonoaudiológica. Compreender seus problemas com a leitura permitirá que você obtenha o melhor suporte possível.

Fonoaudiólogo: Se você percebe que uma criança apresenta problemas com essas habilidades, nunca esqueça de agregar instrumentos padronizados na sua avaliação fonoaudiológica! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores