quinta-feira, 19 de maio de 2016

Dicas de atividades de “nomeação rápida” para escolares com queixas de problemas de aprendizagem


     No Brasil, o índice de crianças com alterações de aprendizagem vem crescendo de forma acelerada nos últimos anos. Queixas referentes as dificuldades com a fluência de leitura, compreensão textual, dificuldades ortográficas e com o cálculo matemático são recorrentes. Aprender a ler e escrever não são processos que acontecem naturalmente e assim como outras atividades humanas demandam tempo e prática para se tornarem processos automatizados.
     Desde a década de 80, estudos têm enfatizado a relação entre os processos perceptuais, linguísticos e cognitivos envolvidos na leitura. Uma das habilidades mais estudadas internacionalmente neste período foi a NOMEAÇÃO RÁPIDA.
     Nos dias atuais sabe-se que o cérebro possui áreas específicas para várias funções e que a região occipital-temporal é uma área onde se processa o reconhecimento visual das palavras, e onde se realiza a leitura rápida e automática. Quanto mais automaticamente for feita a ativação dessa área, mais eficiente é o processo de leitura.
     Está disponível atualmente no meio científico e clínico o teste RAN, um instrumento de fácil aplicação e grande importância, pois funciona como uma ferramenta pra diagnosticar possíveis problemas de leitura. Quando há uma falha na habilidade de nomeação rápida, faz-se necessário estimulações orientadas por um fonoaudiólogo habilitado. Seguem algumas dicas:

1) Nomeação rápida de letras: Peça ao seu paciente que nomeie as letras o mais rápido que puder. Sempre anote o tempo que ele gastou e sempre estimule a reduzir o tempo.



2) O mesmo raciocínio descrito acima pode ser também feito com os “sons das letras”, os números e figuras!

* As informações fornecidas neste blog devem servir apenas de orientação geral para um fonoaudiólogo e jamais devem ser substituídas pela consulta com um fonoaudiólogo habilitado no diagnóstico e intervenção para o distúrbio de linguagem e aprendizagem.

Referências:
Denckla, MB; Rudel, RG. Rapid automatized naming of pictured objects colors, letters and numbers by normal children. Cortex, v.10, p.186-202,1974.

Ferreira, TL et al. Desempenho de escolares leitores no teste de nomeação automatizada rápida (RAN). Temas sobre desenvolvimento, v.12,n.69,p26-32,2003. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores